quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

A FORÇA DO CAOS

Sou uma força imóvel no nada - o que posso ser se mudar,
o mundo cria situações vexatórias para que eu me oponha.
É Volátil tentar, aleatório desistir, horripilante temer,
A vida é arte, cenas e cortes o impossível alimenta o caos.
Um filme na realidade, onde a cena final pode ser agora.

ALEXANDRE ÉLIS

Um comentário:

atuações levianas disse...

NADA É MAIS ENGRAÇADO QUE A TRAGÉDIA IMINENTE.