terça-feira, 27 de outubro de 2009

COLORINDO O INFERNO

Ouçam as trombetas do Apocalipse. Elas soam como sinfonias distorcidas de um mundo injusto e ilusório. Um clarão intenso e o som foi anulado, dissipando conexões e vibrações da alma, apagando memórias ali vividas.
O medo já não podia ser ouvido, uma inversa paz desencadeou o desastre nuclear, colocarão fogo na emoção mundial e tudo que restou foram as cinzas de uma razão preto e branca.
Foi preciso perder tudo pra transcrever a felicidade em gesto e não em livros. A consciência afetada agora é pura e nítida, uma onda mineral cristalina, rolando em chão de ouro, transformou ego em câncer e as catastrofes em um inferno de cores.

ALEXANDRE ÉLIS DOS SANTOS

4 comentários:

bia santos disse...

Depois do que aconteceu no Japão, acho que o Apocalipse não tardará a acontecer...

KAKI disse...

adorei o blog

Marcio Ornelas disse...

depois de ler o seu texto só me resta a questão: o inferno é aqui?

Rubi disse...

As pessoas só enxergam as coisas quando tudo já passou dos limites. (Na verdade, elas sempre enxergam, só não admitem ;)) Vai entender...