segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

EQUILIBRÍO DAS CORES

O preto que via para outros era branco.
Pressentia roxo, obscurecia azul,
ostentava verde, consumia vermelho,
dançava púrpura, brigava no breu do cinza,
desentendia-se com o rosa.
Suas percepções visuais eram incolores.
O vermelho não se conectava com o roxo,
o azul mal sabia que o cinza lhe causava emoções.
O luxo que o verde trazia aliado com o vermelho,
contaminava até o preto. Branco hormonal.

ALEXANDRE ÉLIS

2 comentários:

Fabio disse...

Verde+Branco= Palmeiras!!! Dá-lhe porco kkkkkk

atuações levianas disse...

desbote um ovo que você vai ver o que é a cor do pecado