quinta-feira, 7 de agosto de 2008

EXISTENCIALISMO MOMENTÂNEO

A verdade é que não escrevo a verdade - sou uma fraude eu apenas berro minha imaginação, até meu cérebro implodir neurónios. Isso me da uma falsa impressão de felicidade - é igual contar ao contrário até onze - esse é meu existencialismo momentâneo sem falsidade e sem contradições. O mundo roda, a vida gira. o tempo é um mecanismo irracional de lógica - destruir essa lógica não é necessariamente assumir a racionalidade. Talvez admire hoje e me odeie amanhã, mas o que vale é a equação que você deixou no meu DNA alucinado. Parece que estou tremendo, "Ah, não" é só outro terremoto; se estivesse frio eu poderia dissolver na minha própria pele, se eu fosse mais velho agiria de acordo com a minha idade, mas me contento sendo fraco. Acho que você não acreditaria em mim, quando digo que me flagelo até sangrar todos os dias com perturbações na noite. É só o jeito que a liberdade controlada me faz recuar. Na minha vida tenho algumas questões pra lidar e não tenho forças para diluir a dor que sinto na alma - por detrás dessa superfície acreditem existe um Deus 11.5yb. Andei tentando me convencer que a Terra é um lugar agradável, mas acabei caindo da cama e fraturei o crânio; eu não sou assim tão sério, essa paixão é só um plágio. Eu poderia entrar pro século e ser esquecido no auge, contemple o pior acidente do mundo, não sou apenas obcecado por verdades, sou fascinado pelos hematomas da mentira, você pode notar a falência do meu corpo inteiro, meu estado atual é crítico. Eu não necessariamente aponto o dedo como se fosse uma arma-imaginária por que os odeio. Sou mais puro que vácuo, sou mais denso que a atmosfera de Plutão, sou feliz e triste todos os dias, sou a contradição de mim mesmo, sou o 11.5 ym, 11.5ym, sou tudo depois da criação do numero 10... Não conto do 1 ao 9, eles não prestam, são enganosos.

Texto dedicado a Mary Pop...

ALEXANDRE ÉLIS

21 comentários:

Lucyano Jorge disse...

O blog continua muito bom...

http://cinemaparceirodaeducacao.blogspot.com/

lollyoliver disse...

Teu blog super bom como sempre.. Adorei o texto.. Realista e reflexivo!
http://lollyoliver.wordpress.com/

Blog UaiMeu! disse...

Fala suas frustrações que condiz com sua realidade. mas é essa a realidade diária do ser humano.

Abraços

Kiko Lemos disse...

Um belo texto crítico e reflexivo. Como falaram é uma parte de suas frustações apresentadas de maneira objetiva que não apenas é da sua vivência, mas de grande parte dos seres humanos.

Abraços

Davi Drummond disse...

ótimo texto, de verdade =)

eu não consigo contar pra trás direito =D

Larissa Matos disse...

Muito bom texto, adorei!
http://seriesbooksmovies.blogspot.com

Juηiøя - ล∂๏ℓэร¢эи†э ลи†эиล∂๏ disse...

Cara bem complexo esse merece uma análise do meu professor de literatura!

Brasil Sem Preconceito disse...

Parabéns pelo texto, realmente reflexivo. Nos faz perceber que todos somos iguais; que nossas angústias se assemelham em algum momento de nossas vidas... Sabe por que digo isso? Porque eu já senti exatamente o que você sentiu. E escrevendo algo que eu já senti, alguém dirá que já sentiu isso, e assim por diante. Somos todos uma criação de algo ou alguém. Eu, como cristã, acredito que seja de Deus. Mas de Deus ou da teoria de Darwin, o importante é que sentimentos, e só nós compreendemos as contradições que se passam em nossas mentes.

Parabéns mais uma vez! Orgulho-me de ver pessoas que escrevem bem e com o coração.

Fábio Alves disse...

Complexo, bem complexo.

Laura Sodré disse...

Nossa, adorei seu texto.
Cada linha que eu ia lendo, eu me via um pouco mais. Fico sem palavras. Incrível. Parabéns !

http://inlegau.blogspot.com

HumorTaTum.blogspot.com disse...

Muito bom! continue escrevendo meu amigo... vê meu blog lá de humor! falooo zé

hrdoblush disse...

muito bom
parabénnns

http://www.hrdoblush.com/

Jéssica ;D disse...

Você escreve MUITO bem.

Alan Holanda disse...

dificilmente um blogueiro escreve dessa forma. parabéns

Davi Drummond disse...

agora que eu vi que isso é de agosto de 2008 =D

bota tempo nisso!

Filipe Dias disse...

Caramba, muito bom. Elementos bacanas para se usar em um txto.

é bom ser existencialista pelomenos um momento na vida

It'sM disse...

Blog sempre bom!

Bafonique disse...

texto muito louco!

Jeh Pagliai disse...

Olá :)

Gostei...
Infelizmente nós pobres seres humanos sofremos mesmo desse mal, a frustrações... E penso que apesar de tudo são elas que nos movem, para sempre estamos a evoluir! Mesmo como diz no texto...

Beijinhos

---
www.jehjeh.com

Pedro H. Prado disse...

É quem não sofre? Quem não perde noites de sono por causa de preocupações?
É normal do ser humano.

Belo texto, parabéns!

Meninas & Mulheres disse...

Sempre bons conteudos !

http://meeninasmulheres.blogspot.com/